segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Basílio


Hoje vou falar sobre um dos nomes literários que mais gosto, Basílio
Quem nunca ouviu falar do famoso livro de Eça de Queirós, O Primo Basílio em que Basílio era o irresistível primo da sonhadora Luísa, uma mulher casada. Esta narrativa é mais uma entre outras que Eça trouxe até nós chocando uma sociedade da época e que ficou para sempre no coração das pessoas até aos dias de hoje.

A personagem Basílio não é nenhum herói nem tão pouco uma pessoa com bom carácter mas é sem dúvida uma personagem que não se esquece assim facilmente e muito menos a estória. E ao ter um nome assim, invulgar fez com que a associação à personagem/livro ao ouvir este nome seja inevitável pois também é o nome que dá o título à obra.

Basílio é a versão portuguesa e espanhola do nome latim Basilius que por sua vez surgiu do grego Βασίλειος, Bassíleios que significa rei ou real.

O nome tem muitas variantes ao redor do mundo como por exemplo Basil no inglês, Basile no francês e no russo Vassily que também é bastante conhecido. Nunca pertenceu a nenhum top nem é um favorito mas Basílio e suas variantes é um nome antigo que sempre foi visto por todo o lado.

Basílio é principalmente conhecido nas comunidades cristãs ortodoxas já que é o nome de um muito venerado santo que viveu no século IV como Bispo da Cesareia e por causa disso Basílio e suas variantes passaram a ser usadas nas comunidades cristãs especialmente entre os cristãos do leste da Europa.

Além da ligação ao cristianismo, Basílio foi o nome de imensos imperadores bizantinos e Czars da Rússia.

O nome Basil tambem deu origem à famosa especiaria basil muitíssimo usada no Reino Unido que em português é conhecida por manjericão. O manjericão é a especiaria base do conhecido molho italiano pesto.

A popularidade do nome Basílio em Portugal é praticamente nula, muitos veem este nome como antiquado e pesado talvez pela semelhança a outros nomes que foram usados em gerações anteriores e que agora são praticamente impensáveis pela maioria das pessoas nos dias de hoje, como Abílio ou Emídio por exemplo. É verdade que a partir dos anos 80, de acordo com o SPIE, Basílio praticamente desapareceu mas até então nunca houve muitos registos, nunca foi muito usado pois não ultrapassou nunca os 31 registos.

Já no Brasil Basílio é um nome mais usado. De acordo com IBGE Basílio tem uma frequência de 5 229 pessoas e nas décadas de 40 e 50 foi bastante usado e talvez seja por isso que lá também seja considerado um nome datado. No estado de São Paulo nasceu apenas um Basilio, com grafia não acentuada.

Independentemente de ser datado ou não, eu acho Basílio um nome completamente normal, usável e não acho muito diferente de nomes com a mesma conotação que hoje em dia começam a reaparecer como Baltasar ou Bartolomeu. 

Eu gosto muito de Basílio, e vocês?


Fontes consultadas:
IBGE, IRN, SPIE, Wikipédia, Nameberry.

3 comentários:

  1. Achei interessante mas não seria uma escolha minha.

    ResponderEliminar
  2. Simpatizo, mas prefiro Basil. Aliás é curioso que em inglês seja literalmente manjericão.

    ResponderEliminar
  3. Acho um nome muito interessante mas realmente pouco contemporâneo. No entanto, não o acho feio nem desagradável, só pouco adaptado às novas tendências. Talvez num futuro longínquo pode ser recuperado novamente.

    ResponderEliminar