sábado, 24 de dezembro de 2016

Natália


Natália! Um nome de Natal, pintado a tons escarlate e bordeaux. Um nome aconchegante, com a sua elegância de inverno russo.

Para mim, é difícil pensar em Natália e não pensar na Rússia, não fosse ele um nome tão popular por lá ao longo das décadas, ao ponto de se ter tornado um nome “tipicamente russo” como hoje em dia olhamos para Anastácia ou Nikolai. Na verdade, é na Rússia que Natália pela primeira dá origem ao diminutivo Natasha/Natacha que se tornou de tal forma popular que virou nome próprio e ultrapassou as fronteiras russas para conquistar o mundo.

Mas Natália, na sua origem, é um nome que deriva do latim que significa nascimento. No passado era comum atribuir-se este nome a meninas nascidas no dia de Natal ou muito perto da época natalícia, mas o potencial do nome logo o fez ir além dos nascimentos de Dezembro para se tornar um nome de todos os dias e de todas as estações.

Olhando para o cenário português e recuando alguns séculos através das bases de dados do Arquivo Regional da Madeira é fácil notar que Natália era um nome bastante familiar da população portuguesa no século XIX, utilizado também entre a aristocracia embora não em frequência suficiente para constituir um top 30 como vimos na publicação sobre o tema (clique aqui). Mais tarde, entre 1920 e 1980 a SPIE diz-nos que raras vezes o nome teve abaixo dos 100 registos por ano, chegando mesmo a atingir os 382 registos em 1971 e 1972! Um nome que, apesar da popularidade, não chegou a ficar associado aos anos 70 uma vez que o seu uso foi consistente ao longo do tempo. No entanto, a partir de 1980 o encanto por Natália parece ter-se desfeito, sendo hoje em dia muito pouco utilizado: 6 registos em 2013, 10 registos em 2014 e 8 registos em 2015. Em 2014 foram ainda registados 10 compostos entre os quais Bianca Natália (Natal branco) e Elena Natália, que a meu ver funcionaram muito bem tornando-o moderno, poético e até romântico, sobretudo este último composto.

No Brasil temos um cenário ligeiramente diferente. O nome já foi bastante usado mas não de forma tão coerente como em Portugal, tendo sido muito discreto até à década de 80 e sobretudo na década de 90, onde o nome subiu explosivamente na sua popularidade para descer imediatamente na década seguinte até à atualidade. Isto significa que no Brasil as Natálias têm uma média de 25/30 anos neste momento e é provável que hoje em dia o nome não seja considerado muito moderno. Ainda assim, em São Paulo no ano de 2015 foram registadas 108 meninas com a grafia Natalia e 146 com a grafia Natália, o que perfaz um total de 292 meninas. Entre os compostos, os mais utilizados foram Natalia Vitória e Natália Cristina.

Para muitas famílias, mais brasileiras que portuguesas, Natália continua a ser uma aposta generosa e bonita para uma bebé de hoje em dia. Talvez os portugueses redescubram o seu brilho e cheirinho vintage nos próximos anos. Acho que é uma aposta bonita, diferente mas que não choca. Uma escolha original e segura!

Aproveitamos com esta publicação para desejar um Bom Natal aos nossos queridos leitores! Obrigada por nos acompanharem todos os dias, fazemos votos que passem este dia de forma feliz e com muito amor!


Fontes consultadas:
ARPEN/SP, Arquivo Regional da Madeira, Behind the Name, IBGE, IRN, NameBerry, O Blog dos Nomes, SPIE.

7 comentários:

  1. Amo Natália. Um nome lindo, alegre e doce que, apesar de muito conhecido, não é muito comum. Como disse, uma escolha original e segura.

    Um Feliz Natal a toda equipe do blog. Agradeço toda a dedicação e amor transmitido a cada publicação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós é que agradecemos por suas palavras tão gentis Luiza. Obrigada por nos acompanhar :) Feliz Natal!!

      Eliminar
  2. Acho Natália um nome muito bonito e carismático!

    ResponderEliminar
  3. Nunca gostei, nem sei porque. Acho que a sonoridade não me agrada nada.

    ResponderEliminar
  4. Meu nome vem de Natalia! Era uma escolha dos meu pais! Natasha ou Natalia! Meu nome era de uma princesa Natasha então meu pai escolheu! :D

    ResponderEliminar
  5. Acho lindo Natália, e Natasha também (ia ser meu nome)!

    ResponderEliminar
  6. Prefiro Natália a Natasha/Natacha. Conheci uma Natasha e muitas Natálias. E todas exatamente da minha faixa etária que é a citada no texto de 25 à 30. Aliás, ouso dizer que além de Natália os nomes dessa faixa etária são: Jaqueline, Jéssica, Bruna, Fernanda, Amanda, Camila e etc. Ah minha tia também foi Natália porque nasceu exatamente no dia de natal, mas o nome foi retirado e eu não lembro o porque só sei que ela se entristece por isso.

    ResponderEliminar