terça-feira, 21 de julho de 2015

Yasmim/Yasmin - Por Experiência Própria


Olá! Hoje é um dia muito especial, além de estar escrevendo sobre o meu nome, hoje é o meu aniversário! Me sinto muito honrada e grata por Deus por mais um ano de vida, e por esse ser mais especial por estar fazendo uma coisa diferente de todos os meus aniversários, que é estar contando para vocês a história dele e de quanto eu o amo! 

Quando minha mãe estava grávida de mim, na década de 90, no Brasil, queria o nome Sherida. (Meu irmão diz que era Stephanie, seja o que for minha mãe já era intencionada a olhar nomes femininos começados por S com carinho). Ela gostava desse nome desde que se imaginava mãe de uma menina. Porém, algo aconteceu... Quando trabalhava, disse para uma funcionária que se tivesse uma menina o nome seria Sherida. Eis uma surpresa! Poucos anos depois, minha mãe soube que essa funcionária tinha colocado o nome da filha de Sherida. ATENÇÃO: Aconselho vocês a não contarem seus nomes preferidos à alguém muito próximo, ainda mais que essa pessoa possa vir a ficar grávida primeiro do que você! Minha mãe claro que ficou chateada, bem normal essa reação, como a maioria das mulheres se sentiria (eu ficaria demais). Para usar esse nome que tanto gostava, minha mãe resolveu colocar em sua amada cadelinha. E caiu como uma luva nela (acredito que nada seja por acaso, esse nome era para ser dela mesmo. Uma pena que não tive oportunidade de conhecê-la). 

Meus pais não tinham ideia de qual nome colocar. Os que a minha mãe dizia, meu pai não gostava. Só já perto de minha mãe dar a luz foi que esse nome foi apresentado aos meus pais. Minha tia paterna, que sugeriu para a minha mãe, porque era o nome da filha da Luiza Brunet, a Yasmin Brunet, ela amou de cara! E meu pai também.

Eu o amo muito! Acho muito bonito, sonoro, transmite a minha personalidade, a minha energia, a minha positividade. Yasmim é um nome persa, e sempre me comparam com pessoas do continente asiático, árabes, indianas, etc. Coincidência ou não, é assim. Como se não bastasse ser chamada de índia, indiana, árabe (não que eu não goste, eu acho muito interessante essas culturas, é porque as vezes acaba sendo cansativo). Até de egípcia já me chamaram (não sei se rio ou se choro, porque ser comparada, já não é muito legal). Na época da novela, da Glória Perez, só era chamada de Maya, Chanti, indiana, Caminho das Índias. Sempre imagino uma menina morena com o meu nome. Até Jasmine que é uma variante, sendo o nome da personagem da Disney, morena e com ligação árabe. Mas a Yasmin Brunet, veio para apagar esse estereótipo da minha cabeça, porque ela é totalmente loira. Posso dizer que fico feliz por não ter sofrido com ele na infância, com rimas ou alguma outra forma de chacota, pois eu era muito sensível e a única Yasmim da sala (só em um ano que estudei com uma e o dela era na grafia: Iasmim). Eu não gostava de ser a única da sala porque era tímida, e nas minhas salas sempre houve várias Larissas, Luanas, Letícias, Rebecas, Lorenas. Mas só depois com a maturidade fui entender que quanto mais raro, melhor! Somos mais lembrados, nos tornamos mais especiais. Creio que quando somos crianças, não entendemos bem as coisas e pelos motivos mais banais nós nos importamos. 

Hoje eu vejo que o nome está popular comparado à minha época. Pesquisei e vi quando foi o maior auge do meu nome: ficou no top 10 de 2000 até 2008. Na Malhação em 2009 tinha uma Yasmin interpretada pela Mariana Rios, isso pode ter aumentado mais ainda a popularidade, visto que a maior parte das pessoas é influenciada pelas novelas. Às vezes nem é proposital, é porque acaba ficando no inconsciente do ser humano.

A Luiza Brunet colocou Yasmin na filha por causa de uma modelo de quem ela era fã, a Yasmin Le Bon. Em 1992, na novela De Corpo e Alma, da Glória Perez, Yasmin era o nome de uma das principais personagens. Infelizmente a atriz Daniela Perez faleceu e fez com que essa personagem dela ficasse marcante, dando maior impacto ao nome.

Outro ponto positivo: ótimo para apelidos, (ou não, conheço quem os deteste). Desde a infância sou chamada carinhosamente pela minha família (nos momentos mais fofos) de Mim. Adoro isso. É como uma aproximação, mas não aquela forçada, de maneira natural, pois são pessoas da sua família, do seu convívio diário. Então, amo esse diminutivo, pois é a parte do nome que eu mais gosto. A sonoridade de -im me encanta. Depois, fui crescendo, fui chamada de Mimi, Mih, Mis, Yaya, Yas e a fase do ensino médio: Yah. Outro que eu adoro, mas apenas meus amigos mais próximos do colégio (especialmente) me apelidavam assim. Quando me chamavam de YASMIM em alto e bom som, eu imaginava “Xii, lá vem coisa”, seja porque estavam emburrados ou chateados com algo que disse. Tudo bem, eu fazia isso com eles também! 

Na adolescência, fiquei mais interessada sobre o estudo de nomes próprios. Pesquisei o significado do meu nome que é: “flor branca, flor de jasmim”. Achei fofo e meigo. Fico feliz que meu nome seja baseado em uma flor tão linda, como a flor de Jasmim.

Tenho minhas hipóteses que Yasmim/Yasmin suba de posição, infelizmente, pois só este ano já apareceram duas novelas com ele. A novela das 23h Verdades Secretas da Globo (que se não bastasse, a Yasmin Brunet também está atuando, dando mais ênfase ao nome) e a novela das 20h “Mil e uma noites” da Band, só que como a novela é turca, ficou na variante turca (é claro), Yasemin. A pronúncia é como se estivesse SS no lugar de apenas um.

Apesar de fã da onomástica e ser apreciadora de nomes exóticos, incomuns, etc, jamais trocaria meu nome, super me identifico, faz parte de mim, é a minha IDENTIDADE. Não é qualquer coisa. Também acho que não combina em compostos.

Em Portugal o nome não é comum, na posição 40º, foram registradas apenas 199 em 2014. No Brasil, encontra-se na posição 25º, do ranking do Baby Center Brasil. Em São Paulo, está na posição 10º, e foram registradas 4312 em 2014. Mesmo sendo popular, não cansou (graças a Deus) e espero que caia nas posições.

Personalidades famosas:
  • Yasmin Brunet – atriz e modelo brasileira, filha de Luiza Brunet, atualmente atuando em Verdades Secretas;
  • Yasmin Le Bon – modelo do Reino Unido, esteve entre as modelos mais bem pagas da década de 80;
  • Yasmin Paige – atriz inglesa, mais conhecida pelo seu papel de Maria, em The Sarah Jane Adventures;
Yasmim Paiva.

O que acham de Yasmim/Yasmin? Preferem com I ou Y, M ou N? Deixem suas opiniões nos comentários!

22 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Como não sou fã da famosa, o nome não me traz uma ligação boa quando ouço. Mas admito que Yasmim/Jasmim sejam bons nomes, bem doces, e o diminutivo Mim é uma graça! Acho que deu uma voltada agora, conheço algumas crianças Yasmim/Yasmin aqui em SP_Brasil.

    ResponderExcluir
  3. Aprendi a gostar do nome contigo :) Prefiro Yasmim, mesmo. Hoje em dia gosto muito, acho-o muito querido :) E parabéns!! *

    ResponderExcluir
  4. Como já comentei no grupo, a única variante que adoro é mesmo Jasmim! Mas entre "Y" e "I", mil vezes Y! Entre "m" e "n" já são sei, tanto uma como outra são boas grafias :)
    E adorei os diminutivos que disseste! Mim é qualquer coisa de amoroso! *o* <3

    ResponderExcluir
  5. Acho o nome Yasmin( prefiro nessa grafia) muito bonito, simpático e carismático. Apesar de popular, não perde o frescor.

    ResponderExcluir
  6. Gosto muito de Yasmim e da Yasmim :). Acho um nome muito simpático e de uma sonoridade muito bonita. Amo nomes terminados em "im".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto muito da Luinara também :). Amo nomes terminados em "im" 2.

      Excluir
  7. Encantada com a escrita da amada filha Mim, parabéns querida, que DEUS de cubra com chuvas de bênçãos e parabéns pelo texto tão bem escrito, estás revelando-se uma excelente escritora, tu és muito inteligente, meiga, amiga, carinhosa e muito mais, beijos de tua amada mãe.

    ResponderExcluir
  8. Adorei o texto Yasmim .
    Eu prefiro a grafia Yasmim, e a primeira vez que ouvi este nome foi precisamente pela personagem da Daniella Perez, o que para mim é um ponto a favor já que ela era lindíssima... uma tragédia mesmo o que aconteceu.
    Eu acho Yasmim muito fofo, carismático e doce.

    ResponderExcluir
  9. Adoro, prefiro a versão Yasmin (com Y e n), mas também adoro Jasmine (aladdin).
    É um nome doce, suave, fofinho, delicado e que remete à flor que eu adoro.

    Só me "chateia" o facto de me lembrar uma pílula que eu tomava chamada Yasmin que me dava náuseas e vómitos.

    Adoro o texto e o nome, Yasmim. meus parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, não se irrite com a pílula, ela é a melhor de todas! Rsrs :P, obrigada Cris!

      Excluir
  10. Yasmin possivelmente será o nome da minha próxima filha, gostamos muito. Quanto a Sherida e ao fato de a colega da mãe o ter colocado a filha dela, entendo que algumas pessoas se possam achar traídas quando tal acontece mas não acho que se deveriam de sentir assim. Se alguem colocar um nome falado por nós é porque gostam.. será um elogio. Ouvimos nomes todos os dias e não os copiamos todos.. essa colega adorou o nome. Tornou-o menos único mas os nomes sao mesmo assim, há, umas vezes mais q outras mas ha varias pessoas c o mesmo nome. A minha primeira filha é Mariana, super comum nos dias de hoje mas é um nome que ambos gostamos o que não é facil ja que os nossos gostos diferem bastante. Parabens pelo seu nome Yasmim e pelo seu texto.

    ResponderExcluir