terça-feira, 28 de março de 2017

Douglas



Forte e distinto, Douglas é um antigo nome de origem escocesa que já teve épocas de gloriosa popularidade no Brasil e nos Estados Unidos(entre outros países). Surpreendentemente, não é admitido em Portugal(consta como não aceito na lista do IRN), fato que impediu o seu desenvolvimento entre os portugueses, sendo seu uso praticamente inexistente em terras lusas. Douglas é um grande exemplo do contraste de popularidades entre nomes no eixo Brasil x Portugal. 

Inicialmente o uso de Douglas se deu como sobrenome e remonta à épocas medievais na Escócia. É a forma inglesa do sobrenome Dubhghalas que significa rio escuro, do gaélico Dubh (escuro) e Glais (rio, água). Aparentemente surgiu como sobrenome de origem territorial de nobres e importantes famílias escocesas. Segundo a tradição, os antepassados da família Douglas habitavam em locais próximos à rios de água turva. O sobrenome Douglas foi suportado por uma das famílias mais poderosas do então reino da Escócia. Passou a ser usado como nome próprio desde o século 16. Curiosamente, também foi usado como nome feminino entre os séculos 17 e 18 na Inglaterra. 

Desfrutou de grande popularidade nos Estados Unidos entre os anos 40 aos anos 80 (principalmente entre as décadas de 40 a 60, quando fez parte do top 30), mas a partir dos anos 90 foi decaindo e hoje sua posição é a de número #617 no ranking americano, ou seja, não é mais uma escolha da moda, podendo ser considerado ultrapassado. No Canadá fez sucesso entre os anos 20 aos anos 60, mas não faz mais parte de seus rankings atuais (a última vez que apareceu foi em 1990 na posição #91). Na Inglaterra ocupou a posição #305 em 2015. Em países anglófonos o apelido/diminutivo Doug ficou muito popular.

Douglas é um nome muito conhecido no Brasil, não é difícil encontrar um brasileiro com esse nome fato que se confirma com os números fornecidos pelo IBGE: existem 266.507 brasileiros chamados Douglas, com certeza uma frequência bastante alta. Entre a década de 30 até a década de 70 seu número máximo de registros foi 16.486, mas nos anos 80 saltaram para 66.416. Douglas ainda estava destinado a conquistar mais e mais brasileiros atingindo todo o seu esplendor de popularidade nos anos 90 quando seus registros explodiram e passaram para 122.242! Mas a preferência por esse nome escocês não se manteve posteriormente e nos anos 2000 houve uma brusca queda e seus registros passaram para 54.105 (ainda é um número muito expressivo, mas não tão alto como em épocas anteriores). Resumindo: é possível encontrar Douglas de várias idades entre os brasileiros, mas é muito mais provável que eles tenham de 37 a 18 anos e, também de acordo com o IBGE, residam na região sul e nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Em 2016 conseguiu 226 registros no estado de São Paulo; em 2015 foram 300 (ainda é lembrado mas não é mais uma escolha do momento). Não tivemos acesso os compostos de 2016 mas em 2015 essas conjugações marcaram presença: Douglas Henrique (37 registros), Douglas Miguel (12 registros), Douglas Gabriel ( 8 registros), Kauan Douglas (7 registros) e Douglas Eduardo (6 registros).

Em Portugal a trajetória de Douglas foi oposta à do Brasil: através do SPIE temos a informação de que de 1920 a 1980 nunca foi registrado no país, o que transformou Douglas em um nome incomum entre os portugueses. A raridade continua na atualidade: em 2016 foi registrado apenas 1 vez, em 2015 não obteve registros e em 2014 também teve somente 1 registro (no composto Douglas Manoel). Possivelmente a estranha proibição do uso de Douglas pelo IRN de Portugal tenha limitado e impedido seu desenvolvimento. Para quem não sabe, em Portugal existe uma lista de nomes aprovados para uso, por isso alguns nomes têm o uso restrito, como é o caso de Douglas que só pode ser registrado por portugueses com dupla nacionalidade ou estrangeiros. ***Atualização: a partir de novembro de 2017 Douglas passou a ser autorizado em Portugal***

As referências são inúmeras, separei algumas:

  • Douglas Adams (1952-2001) - autor, roteirista e humorista britânico;
  • Douglas Alexander - político escocês;
  • Douglas Booth - ator e modelo inglês;
  • Douglas Costa - futebolista brasileiro;
  • Douglas Coupland - escritor canadense;
  • Douglas Fairbanks (1883-1939) - ator americano famoso por atuar em filmes como O Ladrão de Bagdá, Robin Hood e A Marca do Zorro;
  • Douglas Malloch (1877-1938) - poeta e escritor americano;
  • Douglas MacArthur (1880-1964) - um dos maiores comandantes militares da história dos Estados Unidos;
  • Douglas Silva - ator brasileiro;
  • Douglas Tavolaro - jornalista brasileiro.
Como sobrenome as referências são mais numerosas ainda e fica quase impossível listá-las! Está presente em vários setores, tendo muitos representantes entre a nobreza escocesa. Alguns portadores mundialmente conhecidos são os atores americanos Michael Douglas e seu pai Kirk Douglas (vale lembrar que o nome de nascimento de Kirk Douglas era Issur Danielovitch, herdado de seus pais imigrantes judeus provenientes da Bielorrússia. Kirk mudou legalmente seu nome e sobrenome quando antes de ingressar na Marinha). O também ator Michael Keaton se chama na realidade Michael John Douglas.

Apesar de mais associado aos anos 80/90 e não ser mais considerado moderno, acho que Douglas ainda é uma escolha a se considerar para os meninos dos dias de hoje. Creio que se adequa bem ao uso por adultos e crianças e o lado internacional (é facilmente reconhecível em vários países), considero um bônus. Gosto muito do seu significado (rio escuro) me remete ao misticismo, acho intrigante! 

O que acham de Douglas? Tenho curiosidade em saber a opinião dos portugueses sobre esse nome!

Fontes Consultadas:

ARPEN/SP, Behind the Name, Dicionário de Nomes (Nelson Oliver), IBGE, IRN, O Livro dos Nomes (Regina Obata), SPIE, Wikipédia.



4 comentários:

  1. Não gosto. Por nenhum motivo em especial, só não gosto.

    ResponderEliminar
  2. Também não gosto nada. Não gosto nem da sonoridade nem da grafia .

    ResponderEliminar
  3. Não gosto dos nomes Pílar e Claudia, são comuns e não possuem impacto sonoro, nada especiais

    ResponderEliminar
  4. Eu tive um filho Douglas que em 2015 com 18 anos foi morar com Deus e eu acho o nome mais lindo

    ResponderEliminar