quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Eva


Sempre me admirei com o poder de certos nomes, sobretudo a capacidade de alguns nomes curtos serem tão imponentes. Eva para mim pertence a esta família de nomes elegantes, fortes, sensíveis e sublimes. Adoro-o e usava-o com muito gosto.

É um nome com raízes hebraicas, na palavra Chawwah que, por sua vez, deriva de vocábulos que significam “respirar” ou da palavra chayah, que significa “viver”. O significado é extraordinariamente belo para mim. Imagino logo aquele fantástico momento em que um bebé nasce e o mundo inteiro para, para que os pulmões se encham de ar e se dê o primeiro sopro de vida. Eva para mim é mesmo isto: a beleza dos instantes.

Tantas vezes acusada pela religião como fraca, hoje, Eva pode voltar ao nosso tempo e se provar exatamente o oposto. O nome nunca foi exageradamente popular precisamente por esta associação mais negativa (expulsão do Jardim do Éden). No século passado, em Portugal, Eva foi usado em moderação até aproximadamente 1955, ano em que atingiu a fasquia dos 100 registos anuais e continuou sempre a subir até que estabilizou. Em 2014, Eva ocupou a 27ª posição do ranking dos nomes femininos mais utilizados em Portugal, contando com 350 registos. Nesse mesmo ano, Eva foi também utilizado em 116 compostos, sendo os dois mais comuns: Eva Sofia (18 registos) e Eva Maria (15). De acordo com a opinião do grupo de discussão que mantemos, dos 116 utilizados os cinco favoritos foram: Eva Luna, Eva Luísa, Eva Francisca, Eva Mar e Eva Maria. Gostaria de dar especial destaque a Eva Luna, um composto bem poético (o significado seria qualquer coisa como a respiração da lua ou vida lunar), que é também o nome de uma obra da escritora chilena Isabel Allende!

Como referências destaco a bonita atriz norte-americana Eva Longoria, a famosa Bond Girl francesa Eva Gaëlle Green, a cantora-compositora Eva Cassidy e a atriz argentina que casou o Presidente argentino e se tornou na luz do seu povo: Eva Peron, mais conhecida pelo seu diminutivo Evita (queridíssimo). A sua história inspirou o musical de Andrew Lloyd Webber, a quem se deve a música Don’t Cry For Me, Argentina.

Joana Recharte.

Eva encanta-vos?

14 comentários:

  1. Certamente é um nome forte, com um significado lindo. Não desgosto, mas não usaria.

    ResponderEliminar
  2. Eva é um exemplo daquele ditado q diz "tamanho não é documento". É um nome curto mas super imponente e, sem dúvida, muito elegante! Pra quem gosta de compostos, Eva Luna é uma ótima opção, bonito, fluido e marcante. Parabéns peli texto Joana, como sempre um primor!

    ResponderEliminar
  3. Eu gosto e adorei esses compostos, Eva Luísa então é lindissimo!

    ResponderEliminar
  4. amo este blog e amo este nome, Eva é o nome da minha primeira filha, estou esperando meu segundo filho, será um menino. dai surge a duvida. que nome masculino combinaria com Eva?
    um beijo para todos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Júlia! Pessoalmente não gosto muito de nomes curtos, mas Eva é dos meus preferidos. Acho que os seguintes pares são bonitos:

      Eva & Gil
      Eva & Noé/Noah
      Eva & Xavier
      Eva & Samuel
      Eva & Simão
      Eva & Dinis

      Espero que tenha ajudado :)

      Eliminar
    2. Júlia, antes de mais nada parabéns pelo menino que está à caminho! Agradecemos o carinho pelo blog :) Aqui vão minhas sugestões:

      Eva & Abel
      Eva & Ângelo
      Eva & Bento
      Eva & Conrado
      Eva & Dante
      Eva & Gael
      Eva & Inácio
      Eva & Jonas
      Eva & Martim
      Eva & Noah
      Eva & Oto
      Eva & Pedro
      Eva & Raul
      Eva & Tomás
      Eva & Vicente

      Eliminar
  5. obrigada. os que eu mais gostei foram Noah, Bento, Martim, Raul e Tomas.
    grata pela atenção

    ResponderEliminar